sábado, 6 de março de 2010

Aux armes, citoyens de Pernambouc!

Dizem que os pernambucanos são um povo meio megalômano. Penso que somos uma gente bem resolvida com a própria história. Vejam o dia de hoje mesmo, 6 de março, a Data Magna do Estado: foi o dia em que eclodiu a Revolução Pernambucana de 1817. Rebelados contra a tirania da Coroa portuguesa, os revolucionários não pelejaram só nos limites da província: chegaram mesmo a nomear um Embaixador nos Estados Unidos para buscar reconhecimento diplomático. Mas Cruz Cabugá também tinha outra missão bem específica em território americano: recrutar antigos revolucionários franceses exilados por lá para, com a ajuda deles, libertar Napoleão Bonaparte da Ilha de Santa Helena e trazê-lo para o Recife. Na capital da província, Napoleão comandaria a revolução pernambucana e, de lá, retornaria a Paris para reassumir o trono de Imperador francês. A pintura acima bem que poderia ter sido feita nos Montes Guararapes. Os planos eram lindos. Mas a História não seguiu o roteiro. Acho que foi pior para ela. E para a França também.

P.S.: Não somos um povo meio megalômano. Somos, seguramente, os maiores megalômanos do mundo.

2 comentários:

Contador da história disse...

Avenida em linha reta do Brasil. Cuscuz. Pamonha. Quadrilha junina. Carnaval de rua. Condomínio...queres mais?

Alberto Lima disse...

O Capibaribe e o Beberibe que se encontram para formar o Oceano Atlântico. Hahahhahahaha!